Federação manifesta apoio à cobrança do CSA por arbitragem "neutra"
10/09/2018 11:52 em Esporte

não demorou muito e a Federação Alagoana de Futebol (FAF) se posicionou, neste domingo (09), acerca da manifestação da diretoria do CSA sobre a escalação de um trio de arbitragem do Ceará para a partida das 19h30 desta terça-feira, no Rei Pelé, onde o Azulão vai receber a visita do Vila Nova-GO, em mais um duelo pela Série B do Brasileiro.

Em nota, o CSA questionou a escolha por parte da Comissão Nacional de Arbitragem por considerar que o trio de profissionais do Ceará pode vir a prejudicar o time da casa, já que o Fortaleza perdeu nesse sábado (2x0 para o Criciúma, em Santa Cataraina) e, com isso, viu o clube marujo encostar na tabela de classificação. Agora, o representante alagoano tem 46 pontos, somente 1 a menos que o líder da competição.

 

No comunicado à imprensa, a FAF classifica a escalação como "imprudente", acrescentando que solicitou a presença de um delegado especial para acompanhar o confronto no Trapichão, requerendo também que, nas próximas escalações, a CBF observe o denominado "princípio da neutralidade".

Confira, abaixo, a íntegra da nota:

NOTA DE APOIO

A Federação Alagoana de Futebol vem a público externar o seu apoio a equipe filiada Centro Sportivo Alagoano (CSA), tendo em vista a IMPRUDENTE escalação de um trio de árbitros cearense para atuar na partida entre CSA x Vila Nova, no estádio Rei Pelé, nesta próxima terça-feira (11). Já que o CSA disputa diretamente com o Fortaleza a liderança e o acesso a Série A em 2019. Que se concretizando, se transformará em uma grandiosa conquista para todo futebol alagoano.

Vale ressaltar, que acreditamos no profissionalismo e honestidade dos árbitros do Ceará. Porém, entendemos que seria mais prudente a designação de profissionais de estados que as equipes não estivessem envolvidas na luta pelo título ou acesso.

 

Diante disso, solicitamos a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a vinda de um Delegado Especial de Arbitragem para acompanhar a partida. E que nos próximos jogos, seja observado o princípio da neutralidade, não sendo mais escalado árbitros que pertençam a estados que tenham equipes envolvidas na disputa com os nossos filiados.

fonte;  gazetaweb

COMENTÁRIOS