.

Em Pernambuco, Didira projeta ano 'abençoado' do CSA e preferência de título: 'Copa do Nordeste'
07/01/2022 18:53 em Esporte

Na última quarta-feia (5), o elenco do CSA viajou para Pernambuco, para iniciar as atividades da pré-temporada, mais precisamente a delegação azulina encontra-se no CT do Retrô, na cidade de Camargibe, visando às competições que disputará em 2022. Uma das peças mais experientes no elenco, o meia Didira concedeu entrevista à imprensa nesta sexta (7).Primeiramente, o ídolo azulino revelou o motivo da saída de Maceió. Segundo ele, toda a comissão vem realizando um trabalho primoroso no quesito preparação e o jogador tem se identificado com o nível de profissionalismo. Por isso, está muito confiante neste ano.

"O motivo da nossa saída de Maceió e vir para o Retrô é para que a gente possa ter uma preparação mais evoluída, para que possamos nos preparar bem para os campeonatos que temos pela frente. Acho que vai ser um ano abençoado. Não só para mim, mas para o grupo todo, como a comissão, que vem fazendo um ótimo trabalho na preparação. Isso é fundamental para uma equipe que vai ter várias competições. Então, minha motivação tá sendo muito boa".

O jogador também avaliou positivamente o grupo que vem sendo montado. Em síntese, disse que já deu para sentir uma boa atmosfera e entrosamento dentro do elenco. Ainda, projetou grandes conquistas no Azulão.

“Isso é no decorrer dos treinamentos, a gente vai adquirindo. Eu acho que é um grupo novo. Devem chegar mais alguns jogadores, mas o que estão aqui eu tenho certeza que estão motivados, porque sabem que jogar no CSA não é fácil. É uma equipe grande, que vem evoluindo muito. Então, já dá para ter uma noção de cada jogador, a qualidade de cada um. Eu tenho certeza que vamos fazer um grande ano juntos com os (jogadores) que estão aqui e os que estão chegando".  A saber, o CSA segue se movimentando no mercado da bola. Além das renovações, até o momento, a equipe já anunciou 12 reforços: os goleiros Marcelo Carné (ex-Paysandu) e Gabriel Bubniack (ex-Manaura-MA); os zagueiros Marcel (ex-Criciúma), Douglas (ex-Ypiranga-RS) e Denílson (ex-Criciúma).

Ainda, fechou com os laterais direitos Diego Renan (ex-Avaí), Lucas Marques (ex-Grêmio) e Cedric (ex-vitória). Por fim, contratou o volante Bruno Paulista (ex-Paysandu) e os atacantes Felipe Augusto (ex-Cruzeiro), Dalberto (ex-Coritiba) e Lucas Barcelos (ex-Fluminense sub-23). A diretoria azulina ainda segue negociando com o meio-campista Jonathan Gomez, do Argentinos Juniors.

Ao todo, o Azulão disputará quatro competições em 2022: Alagoano, Copas do Nordeste e do Brasil, e a Série B do Brasileiro. Didira destacou a importância do Nordestão levando em conta o nível técnico dos adversários e o retorno financeiro. A saber, o campeão do torneio receberá, no total, R$ 2,8 milhões (contando as premiações na fase de grupos).

"Eu acho que é a Copa Nordeste. Acho que é um título fundamental. Você buscar um título no cenário desses, com grandes equipes. Sim, vamos lutar pelos campeonatos que vamos disputar, mas você conquistar uma Copa do Nordeste é um triunfo muito grande. Vamos passo a passo, mas a minha opinião é essa. Depois, sim, vamos buscar o acesso", apontou.

 

 

COMENTÁRIOS